os seus recursos. os seus limitesos seus recursos. os seus limitesos seus recursos. os seus limitesos seus recursos. os seus limitesos seus recursos. os seus limites

SEMINÁRIO

Seminário em Ciência da Sustentabilidade e Alterações Climáticas

(9 de Novembro de 2013)

Alguns autores caracterizam a responsabilidade em lutar contra as Alterações Climáticas como um problema de muitas mãos (problem of many hands) (Fahlquist et al, 2008;Hillerbrand et al, 2012) ou seja um problema para o qual todos contribuíram (cenário colectivo) e que se carateriza por uma lacuna na distribuição da responsabilidade, impedindo a definição de responsabilidades individuais, e por esse motivo é moralmente problemático. Na perspectiva da capacidade de atuação, é reconhecido por todos que os governos e organizações internacionais têm uma maior capacidade de agir contra as Alterações Climáticas.

comunicações:

Quem tem a capacidade e a responsabilidade principal para agir contra as Alterações Climáticas?

CONGRESSO

XIX Congresso Sociedade, Território e Ambiente da Ordem dos Engenheiros a intervenção do Engenheiro

(19 a 20 Outubro de 2012, Centro Cultural de Belém, Lisboa)

Artigo apresentado na sessão técnica Engenharia - Pilar para a sustentabilidade no dia 20 de Outubro: Levantamento da ocupação do solo do concelho de Mafra - Um contributo dos SIG para a sustentabilidade do Concelho

WORKSHOP

Regime do Exercício da Actividade Pecuária (REAP)

(6 de Fevereiro, Vila Franca de Xira)

No passado dia 6 de Fevereiro (2008) decorreu o workshop: Regime do Exercício da Actividade Pecuária, organizado pela TTerra em parceria com a Tecnipec. Perante uma plateia de mais de 80 pessoas, apresentaram-se e debateram-se as várias perspectivas de trabalho dos principais actores na implementação do REAP – o produtor, a entidade coordenadora e outras entidades publicas intervenientes. Apresentamos as comunicações do workshop.

comunicações:

Aspectos Ambientais a Considerar na Instrução dos Pedidos de Licença (Eng.ª Mª João Figueiredo)
Os Novos Desafios do REAP (Dr. Sales Henriques) A Acção do Licenciador no Domínio da PCIP (Eng.º David Cipriano) Actuação da Autoridade de Licenciamento de Utilizações dos Recursos Hídricos (Eng.ª Mariana Pedras / Dr. Carlos Cupeto)

publicação

Guia Agenda 21 Local


O Ministério do Ambiente, do Ordenamento do Território e do Desenvolvimento Rural divulgou um Guia que propõe uma metodologia normativa para a implementação local da Agenda 21. Este Guia foi desenvolvido pela TTerra e define o conjunto de requisitos para que uma Agenda 21 tenha credibilidade, condições de continuidade e melhoria continua.

Clique aqui para consultar o resumo »

WORKSHOP

gestão ambiental em obra

(20 de Maio 2008, TEKTÓNICA)

O crescimento significativo do sector da construção torna-o um campo óptimo para o desafio de um modelo de gestão do séc. XXI que, necessariamente, inclui a dimensão ambiental. Ambiente um custo ou uma mais valia? A grande questão. O propósito é que deve ser um factor de competitividade para as organizações. Do planeamento à construção decorrem acções que, se antigamente eram inconscientemente descoradas, hoje têm necessariamente de ser consideradas e ponderadas a curto e médio prazo, numa lógica preventiva. Trate-se da implantação do estaleiro ou da construção propriamente dita, onde há que garantir uma adequada gestão ambiental.

Perante um universo especializado mas diversificado (técnicos e empresas, autarcas e estudantes, investigadores e professores), os trabalhos foram bastante profícuos e participados. Como é desejável num workshop houve bastante debate e troca de ideias.

Na parte final integrou-se nos trabalhos o Prof. António Gonçalves Henriques, Presidente da APA que, naturalmente, introduziu uma enorme mais valia na sessão.

apresentações:

Acompanhamento Ambiental de Obras (Engª Luisa Pinto) Gestão Ambiental de Obras (TTerra) Impactes Ambientais de Obras, Desafios e Oportunidades (Prof. Dr. Carlos Cupeto) Resíduos na Construção (Engª Maria João Figueiredo)

forodesoria.org

Nos dias 26 e 27 de Maio de 2008, com uma participação muito qualificada, Valência (Espanha) foi o centro de referência a nível mundial em termos de reflexão e consciencialização da sociedade, acerca de uma temática de elevada importância nos dias de hoje: desenvolvimento sustentável e inovação.

programa do evento "el agua, el principio y el fin"

Cidade das Artes e das Ciência Dr. Manuel Heitor, Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal no uso da palavra Sessão de encerramento D. Amalio de Marichalar, Conde da Ripalda, Presidente do Foro Soria 21 para o Desenvolvimento Sustentável