os seus recursos. os seus limites os seus recursos. os seus limites os seus recursos. os seus limites os seus recursos. os seus limites os seus recursos. os seus limites os seus recursos. os seus limites

O turismo e o desenvolvimento local inteligente

Publicações, Turismo e EcoturismoTTerra

De Trás – os – Montes ao Algarve todos apontam o turismo como uma oportunidade, uma boa oportunidade de desenvolvimento. À partida temos tudo para que assim seja – biodiversidade, património, paisagem, cultura, segurança, etc. Paradoxalmente falta-nos quase tudo; falta-nos a estruturação de uma oferta integrada, a cada momento inovadora. O turismo de experiência, à medida de viajantes, é uma ferramenta dedesenvolvimento inteligente local incontornável.

Introdução

turismo sustentavelTem muitos anos o discurso do turismo como uma grande oportunidade para Portugal. Tristemente, nem por isso, essa oportunidade se foi traduzindo em realidade, obviamente, como sempre no nosso país, salvo raras e honrosas exceções.

Todavia o turismo é, provavelmente, a atividade económica mais transversal. A todos toca. São necessários: aeroporto, boas vias terrestres, comboio de alta velocidade, etc., mas não é menos necessário o produto turístico à escala local.                                   (fotografia de Rui Cunha)

É isto que nos falta estruturar e oferecer, um produto turístico que promova o imenso património natural, construído e etnográfico/cultural que temos à escala local. O que a oferta tradicional ignora; o que tem efetivamente valor para quem deseja uma experiência turística única, de excelência.

Como todas as galinhas, mesmo a dos ovos de ouro, antes de por ovo necessita de cuidados essenciais além da elementar ração.

É aqui que o país, como em muitos outros setores, tem falhado. Espera-se que a galinha ponha ovos sem antes trabalhar nas condições para que isso possa acontecer. Como as condições básicas elementares são excecionais e a galinha vai pondo alguns ovos que possibilitam crescer alguma coisa, todos os anos andamos alegres e contentes.

Esquecemo-nos que os razoáveis resultados têm dependido de uma conjuntura favorável e não de um trabalho estrutural de fundo que garanta o crescimento sustentável do setor com inequívocos benefícios económicos para o país e com vantagens diretas para as populações.

É seguro que Portugal tem excelentes condições para que assim seja.

O que fazer?

 

Descarregue a versão completa deste artigo gratuitamente, aqui:
O turismo e o desenvolvimento local inteligente (pdf~160K)

 

Descarregue a apresentação desta comunicação, aqui:
app – O turismo e o desenvolvimento local inteligente (pdf~3360Kb)