os seus recursos. os seus limites os seus recursos. os seus limites os seus recursos. os seus limites os seus recursos. os seus limites os seus recursos. os seus limites os seus recursos. os seus limites

Agro-floresta sustentável, desafios e oportunidades

Informações Úteisadmin

 A floresta tem um posicionamento perfeito para a “simbiose industrial” que se deseja e incentiva.

 

A discussão no sector Agro-florestal sobre a profissionalização na prestação de serviços agrícolas e florestais é uma temática muito atual, designadamente com a instituição de um Alvará no setor. Mais do que a oportunidade de criação de um Alvará para as empresas agro-florestais, que torne o setor mais regulado, esta discussão tem implícita uma das respostas que o país deve dar face ao actual panorama económico.

Assim, se queremos um setor primário com elevada capacidade para dar resposta às necessidades internas e de externas de exportação, a clarificação da capacidade técnica das empresas do setor, com a criação do Alvará, irá permitir inovar, bem como aumentar a produtividade e competitividade da nossa agricultura e produção florestal. Outra consequência será a redução de custos e, simultaneamente, a criação de um nicho de mercado mais abrangente. Não se deve, pois, descurar a estreita ligação da criação do Alvará com a implementação dos processos de Certificação da Gestão Florestal, numa relação que se pretende bi-direccional e que irá surgir naturalmente.

Será também a clarificação desta capacidade técnica que num sentido convergente com os pilares da sustentabilidade, permitirá às empresas de prestação de serviços Agro-florestais terem a garantia de que irão trabalhar segundo as melhores práticas no setor. Deste modo todos cumprirão os objectivos económicos, sociais e ambientais, criando regras justas e competitividade para todos.

São vários os exemplos em que a qualificação das empresas prestadoras desta tipologia de serviços, conduzirá a um trabalho ambiental responsável com a criação do Alvará florestal. A título de exemplo, nas arborizações efectuadas utilizando maquinaria pesada com tractores de rasto contínuo como os bulldozers, devido à alteração do relevo natural e ao aumento do risco de erosão em encostas de declive acentuado. Algumas pequenas empresas têm utilizado até agora técnicas incorrectas (e muitas vezes ilegais) como as mobilizações de solo e ripagens de “alto a baixo”, o que provoca a perda do solo mais fértil para as linhas de água, assoreando-as. Outro exemplo, é o recurso a escavadoras giratórias típicas da construção civil, mas que frequentemente são utilizadas para mobilizar terrenos, invertendo os horizontes do solo, sendo frequentemente manobradas por operadores que desconhecem os “códigos de boas práticas florestais” e mesmo a legislação florestal. Muitos outros exemplos existem. Importa pois, nestas operações, considerar o factor dos Riscos Ambientais, que associados a uma regulamentação adequada, permite melhorar as técnicas de execução, aumentando simultaneamente e de forma drástica a sustentabilidade da floresta portuguesa. Também a credibilidade dos operadores das fileiras florestais deixaria de ser afectada pelas actuais práticas existentes.

A TTerra tendo consciência da importância destes temas no contexto actual e, acima de tudo, no incremento da percepção do risco por parte tanto dos técnicos e políticos responsáveis por estas áreas de actuação, tem vindo a colaborar com uma vasta gama de parceiros nestes domínios. Conta com uma equipa técnica multidisciplinar (nos domínios dos Recursos Hídricos, Hidráulica, Planeamento Territorial, Cartografia, Sistemas de Informação Geográfica e Avaliação de Riscos), ao qual se associa um conjunto de colaboradores externos com valências técnicas nesta área, que permitem dar resposta às novas exigências que a legislação e as regras de boas práticas em matéria de Riscos Ambientais, assim o exigem.

A prestação de serviços de assessoria ambiental, com aplicação ao sector Agro-florestal, tem uma longa tradição. Para nós, a visão integrada da sustentabilidade na prestação dos nossos serviços é, mais do que uma visão, uma mais-valia para os nossos parceiros. Tal como nos diz a visão da ANEFA (Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente): “se o trabalho for efectuado por empresas com capacidade técnica, cumpridoras das suas obrigações sociais, respeitadoras do ambiente, estaremos a caminhar no sentido de ajudar a construir um país mais moderno, empreendedor e com uma política de desenvolvimento sustentável no sector primário”. Os prestadores de serviços Agro-florestais não podem ficar de fora.

 

Consulte-nos sem compromisso. Temos uma vasta gama de serviços à sua disposição para o apoiar neste novo desafio.

 

TTerra – Engenharia e Ambiente, Lda.

www.tterra.pt | mail@tterra.pt | Tel.: 214 53 73 49 | Fax: 210 134 553